Entenda como a gamificação e o uso de dinâmicas utilizadas em jogos podem ser fundamentais para engajar o seu time de vendas.

Fazer parte da equipe comercial requer além de muito conhecimento, inteligência emocional, isso porque, as negativas durante o processo podem desestabilizar até mesmo os vendedores mais experientes.

Gamification StartDesta forma, é essencial que as empresas desenvolvam um ambiente organizacional que minimize tais impactos e eleve o nível de satisfação e engajamento dos colaboradores.

Esse aspecto é essencial para todos os setores, porém, em especial para o time de vendas. Afinal, são responsáveis diretos por garantir o aumento da receita da empresa e possuem contato direto com os clientes.

Ou seja, os vendedores são a persona da sua empresa, os responsáveis por transmitir a imagem e a mensagem de sua corporação.

Uma técnica que vêm sendo amplamente difundida entre os líderes e gestores de vendas para engajar seus times é a gamificação.

O que é gamificação?

A Gamificação ou Gamification é o uso de elementos de jogos em ambientes ou situações que não são de fato jogos, como é o caso de uma empresa.

A gamificação transforma cada atividade realizada pelo indivíduo em uma espécie de “fase do jogo.

Pode ser aplicada em diferentes contextos, aulas online, eventos, compras na internet e até mesmo no desenvolvimento de colaboradores.

A execução de uma atividade é recompensada com pontos, brindes ou status. A medida que as tarefas são realizadas há uma evolução também.

O Google, um dos maiores buscadores do mundo atualmente, faz uso da técnica em um de seus produtos, inclusive, o processo de gamificação foi o responsável por difundir e estimular o uso do produto: Local Guides. 

Para quem não conhece, a ferramenta permite que os usuários avaliem um local que visitaram, em geral, após fazer uso do Google Maps para chegar a determinado local algumas perguntas com relação ao ambiente visitados ficam disponíveis.

Ao participar e deixar sua opinião os usuários recebem alguns benefícios, de acordo com o canal de ajuda da ferramenta, são eles: “pontos por compartilhar avaliações, fotos e conhecimentos no Google Maps. Ao acumular pontos, você avança para níveis mais altos do programa, além de receber benefícios como acesso antecipado a recursos do Google e vantagens especiais de parceiros.”

Para que serve gamification?

Somos seres que necessitam de estímulos para tomar certas ações. Pois é, há em menor número pessoas que descobriram a fórmula da automotivação, mesmo que ainda de forma inconsciente, estas pessoas estão sempre em busca de novos desafios para se manterem motivadas.

Como nosso sócio Percival Oliveira sempre diz:

“As pessoas de uma empresa podem até ser comprometidas, porém muitos não são engajados.”

E qual a diferença?

Ser comprometido com a empresa por exemplo é: chegar no horário, entregar a quantidade de tarefas que foi destinada a ela, etc. Em outras palavras, fazer o básico que elas foram contratadas para executar.

Estar engajado é ir além de cumprir o que foi destinado a executar. É estar em sintonia com o propósito do negócio. Um pessoa engajada na equipe geralmente é aquela que busca conhecimento para trazer ao time e gerar transformações que possibilitem aumento de resultados.

O profissional engajado não se contenta com os resultados padrões, ele sempre quer um desafio onde possa provar para si mesmo que é capaz. E não tenha dúvidas, ele irá até o final!

Aqui listamos alguns benefícios que a Gamificação traz para a empresa:

  • Engajamento das pessoas e comprometimento com o resultado
  • Ambiente e clima de competição saudável
  • Auto-competição
  • Superação de resultados
  • Ambiente mais dinâmico
  • Visão dos próximos passos para entender o que se deve fazer para chegar no objetivo

Quais as vantagens de ter uma estratégia de gamification?

Não sei como foi sua infância, mas é nítido que as gerações mais novas estão cada vez mais conectadas em videogames ou jogos de internet.

Não é atoa que o Brasil é o 13º maior mercado de games do mundo e o maior da América Latina, movimentando R$ 5,6 bilhões por ano segundo dados da consultoria Newzoo.

Quer entreter uma pessoa? A forma mais clássica e que sem dúvida a mais eficiente é transformar uma situação em um jogo. Ou literalmente dando um iPad para ela ficar fazendo combinações de Frutinhas, como é o caso do Candy Crush 🙂

Em uma empresa não poderia ser diferente. Apenas a motivação, engajamento ou apelo ao dinheiro, não são mais suficientes para engajar o time, é necessário ir além!

É aí onde a Gamification entra em jogo, literalmente, rs.

Aplicando as estratégias de gamification é possível entregar o que o funcionário mais precisa: Feedback! Ela permite a entrega de feedback em tempo real.

Geralmente o colaborador realiza um baita esforço na entrega das atividades e nem ao menos sabe se está no caminho correto. Ou o próprio gestor não sabe qual é o tempo certo e como entregar este feedback.

Resultado disto? 

  • Improdutividade
  • Desmotivação
  • Falta de engajamento
  • Mudança de emprego

Portanto é fundamental para as empresas que querem acelerar os resultados, botar todos em uma mesma direção e crescer, aplicar as estratégias de gamificação.

Quais são os princípios do gamification?

Agora que você já conhece mais sobre a importância de levar a Gamificação para dentro de sua empresa, é hora de conhecer quais os princípios necessários para fazer dar certo.

Já imaginou ser convidado para um jogo que você não conhece as regras? Como se sentiria? Como acredita que seria seu desempenho?

Pois é, muitas vezes as empresas quebram não por falta de comunicação, mas por falha da comunicação.

Portanto, o primeiro elemento a ser definido em uma Gamificação são as regras do Jogo. Acompanhe os pontos…

Regra do Jogo

A regra do jogo se refere a o que os jogadores devem executar para ganhar algo. Exemplo: A cada ação X você recebe Y pontos.

Outra situação que deve estar presente nas regras, é o que o jogador irá ganhar com isto, ou seja, o prêmio, estrelas ou barras de ouro 🙂

Placar

Você já foi em algum jogo que não havia placar? Se foi, acredito que tenha sido chato!

O placar nos traz a visão de quem está liderando ou qual é a sua posição no contexto.

O placar de um jogo mostra praticamente a apuração dos resultados até o momento presente.

Tempo / Temporada

Todo jogo de futebol, basquete, etc, possui uma temporada. Portanto, definir uma data de quando começa e quando acaba um jogo é muito importante. Caso contrário fica um sensação que não tem fim.

Já as temporadas são ciclos e dentro deste contexto, o jogador que antes ficou em último, na próxima temporada pode ser o campeão.

Conquistas

As conquistas podem ocorrer em um momento paralelo à temporada, ou seja, mesmo em uma equipe podem haver jogadores que tiveram conquistas diferentes, por exemplo:

Um jogador conquistou a medalha de velocidade, de tempo, o “poderzinho de fogo”, etc.

As conquistas são elementos que mostram a evolução do jogador.

Gamificação para vendas

A gamificação possui benefícios concretos em sua aplicação, por isso, pode ser uma ótima opção no engajamento e estímulo de colaboradores.

No entanto, afinal, como funciona essa prática no ambiente de vendas?

Assim como em qualquer outro projeto, o planejamento é essencial. É necessário definir quais serão as regras, metas, e recompensas do processo.

O ideal é que líderes, gestores e o setor de gestão de pessoas trabalhem em conjunto na definição e estruturação do game.

Isso porque, o processo de vendas possui suas particularidades, mas acima de tudo, cada pessoa possui suas características e uma motivação diferente para executar seu trabalho, conhecer ambos é fundamental.

Abaixo, listamos alguma orientações com relação aos critérios que devem ser avaliados!

Definição dos objetivos e mensuração dos resultados

Quais serão as missões da sua equipe? Quais indicadores seus vendedores precisam alcançar para conquistar mais pontos ou premiações?

É importante ser muito claro nesta etapa, para que o programa não crie frustrações devido a informações desencontradas.

Além disso, é preciso prever todos os possíveis cenários para que não haja necessidade de criar novas regras no decorrer do caminho.

Uma dica relevante é escalar cada uma das tarefas em uma espécie de régua de dificuldade, as tarefas devem avançar do nível fácil até o mais avançado, as recompensas devem estar a altura da complexidade de sua execução.

Outro quesito importante é a mensuração dos resultados, qualidade e quantidade de entregas precisam ser analisadas igualmente.

Isso porque, as vezes o desejo de completar o maior número de atividades possíveis, pode comprometer a qualidade da entrega e até mesmo dos atendimentos.

Por isso, é essencial que ambos os fatores sejam analisados na mensuração dos resultados.

Escolha das recompensas

Conforme mencionado acima, essa escolha deve estar alinhada ao grau de dificuldade de execução da atividade.

Além disso, ao fazer essa escolha é necessário pensar sobre a complexibilidade e escalabilidade do programa posteriormente.

Recompensas personalizadas são uma ótima opção, no entanto, podem ser um problema com o aumento de colaboradores ou de integrantes por exemplo.

O ideal é que este tipo de bonificação seja utilizado apenas nos níveis mais avançados, podendo ofertar uma viagem ao vendedor melhor colocado, por exemplo.

Outra dica legal é a implementação do sistema de pontuação, dessa forma, os vendedores podem trocar seus pontos quando desejarem, por gifts personalizados da empresa, itens de papelaria e afins.

Além dos brindes e pontuações, é possível fazer uso do status adquirido pelos vendedores com o avanço nas tarefas, algumas opções são:

  • Disponibilizar medalhas ou troféus na intranet;
  • Criar certificados que podem ser compartilhados em redes sociais;
  • Envio de comunicados e parabenizações nos canais internos da empresa;
  • Exibição de fotos em mural de recados;

O acesso a informações é outro item relevante, afinal, participar de decisões e reuniões importantes faz com o que o colaborador realmente se sinta parte da corporação.

É possível ainda, dar a oportunidade de desenvolvimento para o colaborador. Que tal implementar ou ao menos estudar sugestões estratégicas e de abordagem sugeridas por vendedores destaque?

A sensação de pertencimento, sem dúvidas, será significativa.

Execução Consistente

A gamificação é uma importante aliada no processo de engajamento e estímulo de resultados aos colaboradores.

O processo de vendas, por vezes, pode ser exaustivo e cansativo, por isso, contar com elementos assim, pode ser o primeiro passo rumo a um ambiente de trabalho mais colaborativo e em harmonia.

Para que a execução consistente das vendas seja eficaz, é preciso ter o seu Funil de Vendas bem definido, entender cada uma das etapas e qual o número exato precisa captar de acordo com sua meta.

Sabe aquele vendedor que traz um bom contrato de vez em quando?

Já imaginou se ele fosse altamente consistente em suas ações do dia a dia? Pois bem, com uma gamificação aplicada no universo das vendas este tipo de vendedor poderá trazer muito mais resultados.

É como a velha comparação do talento de Neymar com a consistência de Cristiano Ronaldo, já ouviu esta?

Em um time de vendas você pode ter até alguns “estrelas” porém quem garante mesmo o jogo do mês, são os que executam consistentemente as prospecções, ligações, acompanhamento, etc.

Gamificação Funil de Vendas

Estamos há mais ou menos 2 anos estudando como poderíamos desenvolver algo que de fato trabalhasse junto com nosso CRM para engajar, motivar e deixar a rotina das vendas mais emocionante.

Durante a pandemia do COVID-19, aproveitamos o momento para acelerar ainda mais esta ideia e transformá-la em um produto.

Foi aí que nasceu o Game Funil de Vendas. Uma incrível plataforma que combina elementos da gamificação e converte ações realizadas no CRM para pontos determinados pelo gestor.

Sem muita delonga, esta é a “cara” do Game:

Game Funil de Vendas CRM

Rodamos durante 4 semanas internamente e o resultado???

  • O engajamento de nossa equipe foi nítida;
  • A competição saudável entre os membros da temporada foi aguçada;
  • Aprendemos onde devemos, o que e como precisamos apontar melhor os feedbacks;
  • Sem falar que literalmente dobramos o número de vendas.

TV Game CRM

Claro, como sempre falamos:

Todo jogo sem placar é chato!

Como visto na imagem, aplicamos a gestão a vista para envolver o time e deixar-los cada vez mais ligados em suas ações diárias.

E por fim… após nossos pesquisas podemos afirmar que hoje somos o primeiro e único CRM no mundo com este nível de gamificação. ❤️ ❤️ ❤️

Gostaria de saber mais sobre a Gamificação do Funil de Vendas?

Entre na página de apresentação do produto. Você irá se surpreender!

Te vejo na próxima fase!

Game Funil de Vendas CRM - Gamificação
Defina as regras da temporada
Acompanhe os resultados
Veja as conquistas
Quer ter seu processo gamificado?

Engaje os vendedores, mantenha a execução consistente do time e tenha feedbacks para bater meta todo dia.

Conheça o Game Funil de Vendas